LANÇAMENTO

O HERÓI PROVISÓRIO

Romance histórico baseado no Episódio Cormoran, Ilha do Mel, Paranaguá/PR, 1850. Através de vigoroso painel histórico e humano, expõe o borramento da fronteira entre a historiografia oficial e a ficção

Foto: Alan Romero

“Etel sabe que escrever um romance é questão cosmológica. Esse Brasil do século XIX no qual mergulhamos é feito de concretudes. Sua linguagem não perde o ritmo. É caudalosa, generosa, inesgotável.”

Roberto Gomes, sobre O Herói Provisório
José Carlos Fernandes, a coluna mais supimpa da imprensa paranaense

José Carlos Fernandes, a coluna mais supimpa da imprensa paranaense

Eu era sua fã desde priscas eras. Só fui conhecê-lo pessoalmente no dia em que ele foi entrevistar meu pai, o Candinho. Glorioso dia, o mais feliz dos últimos anos da vida do velhinho.

Leia mais

Jessica Stori: representação de um herói

Jessica Stori: representação de um herói

Falar de pecados alheios, em tempos remotos, sob a ótica de uma ética atual, refinada pela passagem de quase dois séculos. Esconder-se nos volteios do tempo, mudo e assustado, incapaz da palavra justa. Factícia covardia.

Leia mais

Filhos, Livros, Árvores - Sobre Limões e Limonadas

Filhos, Livros, Árvores - Sobre Limões e Limonadas

Na Praia de Nova Brasília, na Ilha do Mel, Elisabeth Stapenhorst me hospedou – por puro amor à arte, já que nem sequer nos conhecíamos... - num momento decisivo da escrita d´O Herói Provisório. A pousada dela, sucursal do paraíso, fica a uns 30 minutos de caminhada da Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres.

Leia mais

A jornada do Herói Provisório na FLIP 2017

A jornada do Herói Provisório na FLIP 2017

A Flip 2017, por sua programação, era um catálogo da diversidade. Andar pelas ruas de Paraty durante esses dias foi percorrer um roteiro do ativismo. Falo do ponto de vista de quem fez um percurso muito peculiar, que na maior parte do tempo passou longe da Igreja e da Praça da Matriz, palco e telão da programação oficial.

Leia mais

Ignácia: a vida provisória

Ignácia: a vida provisória

Ela me foi apresentada por Eduardo Spiller Pena, o Edu. Padre dominicano que, ao lado de Paulo Botas foi matriz das mais principais para a construção de Frei Tristão, com suas exegeses e liturgias pouco ortodoxas. Mas hoje não é dia de falar de padres. Hoje é dia de Ignácia.

Leia mais


Capela do Senhor Bom Jesus dos Perdões, demolida em 1914.

...À parte este revés, Frei Tristão foi muito bem recebido pelo sucessor do Dr. Wyle, o Doutor Carlos Thobias. Sua chegada surpreendera o médico assoberbado de trabalho, em meio a mais um dos incontáveis surtos de varíola que periodicamente assolavam a cidade. Assim, o médico o recebeu de forma fraterna, mas logo a seguir o encaminhou à atenção de Maria Rocha, enfermeira leiga do hospital. Uma bonita e alegre mulher.

A Santa Casa de Misericórdia estava edificada alinhada ao lado da Capela do Senhor Bom Jesus dos Perdões. Seis janelões de peitoril se abriam lado a lado, mas a entrada se fazia pela Rua da Misericórdia...

Pedra de lastro | Calçamento da Ladeira da Fonte da Gamboa | Etel Frota - Paranaguá, 2013

"...reuniram os sobreviventes, escolheram os que ainda se mantinham de pé − Ignácia entre eles − e os fizeram descarregar ali, ao pé da Fonte, as pedras sobre as quais tinham viajado. Devido serem os pretos uma carga leve e móvel depositada nos porões, pedras de tamanhos diversos eram carregadas como lastro para o navio, que firmavam o equilíbrio durante a navegação. As pedras que serviam de lastro eram para calçar as ruas de Paranaguá..."

Conego Januario da Cunha Barbosa. Sisson, Sebastien Auguste, 1824-1898.

“...era um Joaquim, de sobrenome Ferreira, baptizado na data que o Historiador Davi Carneiro registrara como a de nascimento do herói. Era o que de melhor eu encontrara ao longo da peregrinação desses anos todos. Decidi que estava encerrada a minha pesquisa com relação à ascendência do herói e decretei que, se informação não havia, ficava o Narrador autorizado a construir para Joaquim uma infância de filho bastardo de Leonardo, o legítimo pai de Januário da Cunha Barbosa. Ele assim o fez, embora não sem os pruridos éticos que teve a prudência de relatar na sua crise de consciência...”


Próximos Lançamentos

CURITIBA/PR

30ago2017 | Quarta-feira

Lançamento na Livraria da Vila

Local: Shopping Pátio Batel_Av. do Batel, 1868

BONITO/MS FLIBonito

17 a 19ago2017

ADIADO
Aguarde nova divulgação de data

Etel Frota

Contato

  • Fone:

    +55 41 99857-7222

  • E-Mail:

    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.